Contar calorias vale a pena ?

Porque cortar calorias para perder peso não funciona...E o que fazer a respeito


Quer perder peso?

Então você deveria parar de se preocupar com calorias.

Foi colocado na nossa cabeça que a contagem de calorias é uma boa forma para emagrecer.

“O nosso corpo é uma calculadora. Retire a ingestão de calorias e seu corpo irá automaticamente queimar gordura”.

Bom, o nosso corpo não funciona assim. Ele não é uma calculadora.

E muitos dados mostram que a cultura de contar calorias gera diversos transtornos alimentares e tiram o prazer de muitas mulheres de comer.

Emagrecer não precisa ser chato.

Qualidade é mais importante do que quantidade.

Se eu te dizer que uma cenoura e um biscoito recheado tem o mesma quantidade de calorias, qual dos dois você escolheria?

E melhor, se eu te dizer que se você souber dosar a quantidade, poderá emagrecer comendo biscoitos. Você abriria mão de comê-los?

Se seguirmos a lógica das dietas que controlam calorias, essa seria uma escolha lógica: emagrecer comendo qualquer coisa, desde que não ultrapasse as calorias diárias indicadas.

Afinal, é tudo sobre calorias independentemente de onde elas vieram.

mas… As coisas não funcionam dessa forma.

Uma caloria não é apenas uma caloria.

É preciso analisar também como seu corpo trabalha com os diferentes alimentos que recebe. O tempo que o alimento gasta para ser quebrado e absorvido é fator determinante para nossa saúde e também emagrecimento.E o que determina esse tempo  é a qualidade da comida.

Alimentos como doces, chips, frituras, alimentos industrializados no geral, são pobres em nutrientes e fibras. Por esse motivo passam rapidamente pelo trato digestivo e são rapidamente absorvidos pelo nosso corpo.

Essa circunstância aumenta os níveis de açúcar no sangue e causam também um pico de insulina.

O problema disso é que constantes picos glicêmicos e de insulina são responsáveis por distúrbios metabolismos que podem levar a diabetes, por exemplo.

E o pior! Para quem quer emagrecer esses distúrbios hormonais também são um problema.

A insulina é um hormônio que estimula o acúmulo de gordura corporal. Quanto mais seu corpo o libera, mais gordura você tende a armazenar e... Com mais dificuldade irá queimar gordura também.

Já alimentos como, verduras, carnes, algumas frutas, e alimentos naturais em geral, são quebrados e absorvidos de forma mais lenta pelo nosso organismo. 

O que, obviamente, evita o pico de insulina. E automaticamente distancia o estímulo ao acúmulo de gordura corporal.

Portanto, alimentos mais ricos em nutrientes tendem a demorar mais para serem digeridos pelo nosso organismo. Essa forma lenta de digestão é uma vantagem pois evita o acúmulo de gordura corporal.

Considerando esse fato,  já podemos concordar que a qualidade dos nutrientes é muito mais importante do que a quantidade calórica que eles possuem.

Então...não adianta. Escolher um alimento  natural (cenoura) é SEMPRE mais inteligente do que escolher alimentos industrializados (biscoito) independentemente da quantidade calórica.

Nosso Corpo não é uma calculadora

Muitos estudos demonstram que biologicamente cortar calorias é um verdadeiro fracasso.

Pode parecer estranho, mas nosso corpo não funciona como uma calculadora.

Para entender melhor o que estou dizendo, precisaremos começar do início.

As dietas que defendem a contagem de calorias, estão pautadas nessa ideia porque acreditam que:

upload.png

Isso poderia ser lógico se nosso corpo fosse uma espécie de máquina não viva…mas, claramente, ele não é.

Ele é bem vivo e responde ao meio em que está inserido.

De fato, cortar calorias traz resultados… mas a curto prazo. A longo prazo, seu metabolismo irá cuidar de equilibrar os gastos de energia.

Provavelmente você entrará no efeito platô e/ou voltará a engordar tudo de novo (e até mais) quando parar de controlar essas calorias diárias.

Ficou interessada? Continue lendo.

Vamos a algumas definições.

Nosso corpo gasta energia para estar vivo, mesmo em repouso. E isso chamamos de metabolismo basal.

Por exemplo, nosso coração, pulmões, rins, geração de calor corporal… tudo isso gasta energia para estar em movimento.

Para manter todas essas atividades é gasto em média 2000 kcal por dia.

No entanto essa quantidade de energia não é uma regra.Seu corpo se adapta a quantidade de calorias que recebe. Portanto, ele não gasta mais do que deve!

Que?
Sim, se você der 1500 calorias para seu corpo, ele irá entender que houve um déficit energético. E em primeiro momento, usará as reservas energéticas corporais e dessa forma você emagrecerá.

Mas...rapidamente ele irá se adaptar a essa nova quantidade de energia que está recebendo. E ao invés de continuar usando sua reserva energética… seu corpo irá adaptar seu metabolismo para um gasto energético de 1500 calorias diária. 


Ele ficará… mais leeeeeennnto!


VOCÊ ficará mais leeeeennnnta!

Mais sonolenta.

Com pressão arterial mais baixa…

Até sentirá mais frio que o normal!

E não sou eu que estou dizendo isso. É a ciência!

Esse fato já vêm sendo estudado desde 1917. Mas também é muito atual:

Em 2017, foi demonstrado que nosso corpo se adapta e muito bem a quantidade de calorias diária que recebe.

A causa da obesidade mundial não está exclusivamente ligada a calorias consumidas, mas sim a diversos fatores. Para ser mais específica a 110 fatores.

Se você diminuir 40% da suas calorias diária...em pouco tempo seu metabolismo irá diminuir o gasto calórico a 40%.

A razão para isso é simples. Seu corpo é muito esperto e não quer morrer. Se você consome 1500 calorias, ele só pode gastar 1500 calorias!

Sua reserva energética foi preparada para imprevistos e não para longos períodos! Por esse motivo restrição calórica é um grande erro. Erro que até profissionais especialistas em perda de peso cometem.

Resumindo...

Estar acima do peso não se resolve cortando calorias. Não dá certo! Nem socialmente, muito menos biologicamente.

E como faz então?
Continue lendo.

Contar calorias é chato

Antes de falarmos da solução, é importante enfatizar que contar calorias tem mais lados ruins do que bons.

Um deles é….

Comer precisa ser algo prazeroso e natural. Você precisa conhecer os sinais de fome e saciedade do seu corpo.

Controlar o quanto você come pela quantidade de calorias que alguma refeição tem, além de ineficiente, é chato e transforma sua alimentação em algo mecânico.

Muitas mulheres se forçam a comer coisas que não gostam só porque são menos calóricas. Ou ficam com fome porque já comeram a quantidade de caloria diária recomendada.

Isso não é sustentável! Comer não pode ser chato, pelo contrário. Comer precisa ser prazeroso! 

A alimentação é um fato inerente da maioria dos seres vivos. Nossa espécie se alimenta desde que surgiu e soube desde o início fazer isso com excelência.

No entanto, agora na modernidade, colocaram na nossa cabeça que não sabemos comer. Colocaram na nossa cabeça que precisamos de fórmulas, papéis e contar cada graminha que comemos para que nada saia errado.

Enraizaram na nossa cabeça que só será possível ter um corpo magro e saudável se controlarmos cada passo da nossa alimentação.

Uma alimentação assim tão controlada é muito problemática porque incentiva a ideia de que não fazemos a mínima ideia de como devemos nos alimentar.

Ou de que precisamos de regras muito rígidas e fechadas para nos mantermos saudáveis.

E na verdade eu realmente acho que não sabemos nos alimentar...mas só porque desaprendemos. Intencionalmente.

A indústria alimentícia e de dietas querem que acreditemos que não sabemos nos alimentar.E a única forma para emagrecer é recebendo um milagre ou fazendo um sacrifício muito grande.

Emagrecer não é sinônimo de contar calorias. E nem de sofrimento. Ter um papel que diz o que comer e uma balança dizendo o quanto...só te separa cada vez mais do seu objetivo. Porque é chato demais. E nós não levamos para frente coisas que são chatas demais.

Contar calorias gera compulsão alimentar

Primeiro, vamos entender o que é compulsão alimentar.

Compulsão alimentar não é a mesma coisa que comer muito.

Se você é compulsiva, você tem a sensação de que não tem o controle sobre a ingestão de alimentos em períodos específicos do dia.

Você provavelmente come mais rápido do que o normal.

Come até se sentir desconfortavelmente cheia, a ponto de passar mal.

Algumas vezes até vomitar.

Come muito. Muito mesmo! Mesmo que não esteja sentindo fome.

E isso se repete pelo menos três vezes por semana.

Junto com todo esse descontrole, vem o sentimento de vergonha e tristeza consigo mesma.

Esses sintomas, infelizmente são desenvolvidos por MUITAS mulheres que fazem dietas muito restritivas... e que controlam calorias.

Dietas restritivas parecem não considerar a vida social, fome, desejos, sentimentos… nada!

Passar por períodos como esse, pode te frustrar e causar uma sensação de culpa por comer algum alimento que agora você considera ruim...e isso te levará para os transtornos alimentares!

Se contar calorias não nos traz nenhum benefício.O que fazer para emagrecer?

Como Emagrecer

Como dito acima, nosso metabolismo não gasta mais do que recebe, portanto com um tempo ele irá alcançar um novo equilíbrio.

Obviamente...Você não precisa ficar desesperada! Existem alternativas.

Primeiro, é preciso entender que manter um peso é muito mais complicado do que perder peso. Pelo simples fato que você está lutando contra seu sistema biológico.

Entendido isso. Você também entende que agora tem um longo caminho pela frente.Se é longo, ele precisa ser prazeroso. Ninguém é merecedora de sofrimento.

É fundamental que seu processo seja tão prazeroso quanto o seus resultados!

Segundo, foque na qualidade dos alimentos do seu cotidiano. Coma alimentos saudáveis na GRANDE parte do tempo. Coma alimentos integrais, naturais, folhas verdes, grãos, frutas, sementes...

Acompanhe sua alimentação por mais tempo e busque um estilo alimentar saudável que você conseguirá levar para o resto da sua vida.

É indispensável estudar seus traços de personalidade para conhecer o que você gosta ou não. Para saber o que te traz prazer e bem estar.

Ah… e emagrecimento não é só sobre alimentação.

Busque formas de se livrar do estresse que o seu cotidiano te proporciona.

Seja com uma atividade física, fazendo coisas que você gosta, meditando ou até mesmo se livrando de algumas obrigações.

É necessário buscar a paz e equilíbrio mental.E também o amor próprio.

Você precisa colocar o amor ao seu corpo atual como metodologia para seu emagrecimento.

Comer saudável e se exercitar precisa ter um propósito maior na sua vida.

Somente amando você mesma, você conseguirá entender a importância de só escolher o melhor para seu corpo.

Só assim você conseguirá entender a importância de não ter um alimentação carregada em alimentos gordurosos, açucarados e industrializados.

Também é preciso uma dose de motivação.Se mantenha motivada.

Veja o quanto você já passou para alcançar esses valiosos resultados. Você é merecedora de parabenizações. Faça isso por você.

E lembre-se. Manter um novo peso, é um momento muito delicado e é preciso tratar isso com muita dedicação, carinho e responsabilidade.

Eu te desejo sorte, mas acima de tudo quero te ajudar nessa.

Por isso montei um grupo VIP no Whatsapp e lá eu vou passar 7 dias com conteúdos e segredos que irão te ajudar a potencializar seu emagrecimento e você ainda poderá tirar suas dúvidas sobre emagrecimento e alimentação saudável.

Caso queira saber desses segredos e participar do grupo, é só clicar aqui.

Ana Graciano - Especialista em Inteligência Nutricional e no Emagrecimento Feminino.

Ana Graciano

Especialista em Inteligência Nutricional e no Emagrecimento Feminino.

https://chat.whatsapp.com/DdFesnTI4sIJpIzEl584ub

CAPA porque nao cortar calorias.png