Modelo morre na China após exaustiva jornada de trabalho

Modelo morre na China após exaustiva jornada de trabalho

A modelo  Russa Vlada Dzyuba de 14 anos entrou em coma após uma jornada de 13 horas seguidas de trabalho. 

Vlada passou mal e entrou em coma  quando se preparava para entrar  na passarela da Xangai Fashion Week, a modelo tinha assinado um contrato para trabalhar 3 meses na cidade. 

Segundo relato da família da modelo, ela sempre reclamava de muito sono e cansaço quando seus familiares  ligavam. 

A modelo que sofria de meningite crônica teve o problema agravado pela exaustão, foi levada para um hospital onde ficou dois dias em coma, mas não resistiu. 

 Imagem: Google

Imagem: Google

Segundo o jornal britânico Daily  Mail, a modelo estava amarrada a um "contrato de escravidão", onde não tinha direito a convênio médico para acompanhamento do seu problema, oficialmente a modelo só poderia trabalhar 3 horas por dia e ter um acompanhamento médico para continuar trabalhando como modelo. 

A notícia faz levantar a polêmica das condições de trabalho dos modelos no inicio da carreira, muitos deles deixam seu país para buscar oportunidades em outros lugares onde muitos são explorados e vivem em condições precárias.  Aos pais vale o alerta para acompanhar a carreira dos filhos de perto.

A mãe da modelo não conseguiu chegar a China a tempo de ver a filha viva, já que as burocracias do visto a impediam.