Aumento de mama híbrido: gordura e silicone juntos para melhores resultados

Aumento de mama híbrido: gordura e silicone juntos para melhores resultados

 

Professor Marcos Sforza

Cirurgião Plástico

 

 

 

Qual é o objetivo?

O objetivo é aumentar as mamas usando uma técnica híbrida que combine implantes de silicone pequenos e enxerto de gordura sobre os mesmos para alcançar os resultados desejados. Hoje em dia, o BBL (Brazilian Buttock Lift) é muito popular na região glútea, e as pacientes já estão bem informadas sobre os benefícios de implantes com silicone e enxerto de gordura. O que nós fizemos foi adaptar de forma pioneira essa consagrada técnica cirúrgica.

 

Como é feita? 

Tudo começa com a retirada do excesso de gordura localizada em locais indesejados (abdome, face interna das coxas, culotes). A gordura é então preparada pelo mais moderno método, chamado Puregraft, para finalmente ser enxertada ao redor do tecido mamário para aumento do volume total das mamas. 

 

Qual é a recuperação?

As pacientes normalmente retornam às atividades normais em uma semana. Exercícios físicos podem ser retomados ao redor de um mês. 

  

Quando está indicado fazer um aumento de mamas híbrido? 

Algumas mulheres gostariam de ter um seio maior, mas têm receio de ter um grande corpo estranho dentro do seu organismo, pelo risco de rejeição e contratura, ou simplesmente pelo presença do corpo estranho em si. Também é preciso que haja uma “gordurinha” excedente em outra região corporal, que servirá de zona doadora. As pacientes se beneficiam de um implante pequeno que certamente causará menos complicações e utilizarão a gordura das áreas indesejáveis para aumentar a mama no tamanho desejado.

 

Como ficarão minhas mamas, em relação a tamanho e consistência? 

As mamas terão seu volume aumentado ou redesenhado por meio da cirurgia. Também ocorrerá a melhora da consistência e da forma com a intervenção cirúrgica. As mamas são mais macias e se recuperam mais rapidamente.

 

 

A gordura injetada pode ser absorvida? 

Certamente ocorrerá algum grau de absorção desses enxertos. O que se planeja é fazer uma hipercorreção (30%), já contando com esta absorção. Normalmente, os enxertos que forem absorvidos ocorrem dentro dos primeiros 3 meses. Após isto, dificilmente ocorrerão novas perdas. 

 

Como ficará a avaliação das mamas com ultrassom e mamografia após este procedimento? 

Os enxertos feitos pela técnica híbrida são posicionados ao redor do tecido mamário, no subcutâneo. Assim, os enxertos de gordura não interferirão com futuros exames de mama. Mesmo com volumes maiores de enxerto, a segurança dessa técnica é mantida. 

 

Em quanto tempo atingirei o resultado definitivo?

Apesar de o resultado imediato ser muito bom, somente após o 3° mês é que as mamas atingirão sua forma definitiva.