Qual é o valor que você aporta à sua empresa?

Qual é o valor que você aporta à sua empresa?

"Não perguntem o que é que o vosso país pode fazer por vocês, perguntem o que é que vocês podem fazer por o vosso país." 


A célebre máxima de John Fitzgerald Kennedy que inspirou a América e originou uma mudança de paradigma. Ao fazer a analogia para o mercado de trabalho, é legitimo perguntar qual é o valor que você aporta à sua empresa?

Se você não soube responder, não se sinta mal, pois uma grande quantidade de profissionais também não sabe. O mercado de trabalho tem exigido, a cada dia, profissionais mais competentes e qualificados para desempenhar um papel inovador e diferenciador dos demais. A competitividade tornou-se uma das palavras mais fortes do meio organizacional, e não é para menos. Este cenário faz com que os profissionais aprendam cada vez mais a serem versáteis e a mostrarem os seus talentos.


Por isso, no dia a dia, cada colaborador procura ganhar o seu espaço na empresa em que atua e isso, por sua vez, significa mostrar o talento que possui e a contribuição que pode agregar ao negócio. As empresas atualmente procuram um novo perfil de profissionais, pretendem um colaborador que seja flexível, que além de ser um expert no que faz, seja especialista também na área de negócios, tenha um pensamento estratégico e organizado, que procure estar sempre atualizado.

 

Mas, para conseguir os melhores cargos e, consequentemente melhor remuneração, o profissional precisa descobrir qual é o talento que o diferencia dos demais, qual é o seu verdadeiro "valor".  

 

- Então, como revelar o seu "valor" à sua empresa?

 

# Seja íntegro 
Mantenha um alto padrão de justiça e ética nas palavras e ações do dia a dia. Comporte-se de modo ético e honesto ao lidar com os colegas, clientes e pessoas que sejam do seu convívio direto, é importante dar tratamento igual para todos. Entender, aceitar e ser sensível às diferenças individuais. Tratar todas as pessoas de forma igual, independentemente do género, status ou função. As pessoas que apresentam esta competência são abertas e tratam os outros com justiça e dignidade. Respeite a diversidade.

 

# Sair da zona de conforto

Alguns profissionais sentem que por estarem há bastante tempo na organização, devem ficar tranquilos e não se esforçam em nada para ajudar a empresa a prosperar. É aí que se enganam, pois por serem mais antigos e por conhecerem melhor a empresa, precisam sentir o dever de fazer mais por ela e se mostrarem mais pró-ativos. Por isso, saia da sua zona de conforto sempre que a sua empresa necessitar.

 

# Apoie o desenvolvimento dos colegas

Dê feedback permanente, partilhe conhecimento para encorajar e inspirar o desenvolvimento das competências dos colegas, promovendo inclusive o crescimento da carreira.

 

# Saiba planear e organizar muito bem
Faça isso de uma forma eficaz e de acordo com as necessidades organizacionais, através da definição de metas e previsão das necessidades e prioridades das pessoas. Saber gerir o seu tempo também é muito importante.

 

 

# Comunique de forma clara
Seja um bom comunicador. As pessoas que apresentam esta competência conseguem uma solução mais acertada e são empáticas. Elas são hábeis em articular claramente os seus pensamentos e ideias, apresentam as informações de um modo objetivo e lógico e asseguram-se de que sejam compreendidos. 

 

# Abertura ao novo e à inovação

Estar aberto à mudança, nova equipa de trabalho, novo projeto, não criar uma resistência. Esteja recetivo à inovação e ao desenvolvimento através de soluções novas e criativas que resultarão em melhor desempenho, melhores resultados, produtividade mais elevada, etc. Questione as coisas que foram feitas no passado e tente desenvolver novos meios de abordar assuntos ou problemas. Esteja sempre um passo à frente dos demais.

 

# Trabalho em equipa e motivação

Um bom profissional deve saber trabalhar em equipa sem precisar passar por cima dos outros ou querer o mérito individual. Atualmente, as empresas trabalham com equipas multidisciplinares e saber trabalhar em grupo é muito importante. Inspire os outros a terem bom desempenho pela transmissão de entusiasmo e paixão por fazerem um bom trabalho. Saiba dar o exemplo.

 

 

# Visão do futuro
Hoje, as organizações não desejam apenas colaboradores que só sabem resolver os problemas que surgem, e sim, profissionais capazes de imaginar antecipadamente as diversas situações e problemas, apresentando as soluções como ponto de apoio. Trate os problemas de forma calma, profissional e positiva com foco orientado à solução. Seja flexível e pró-ativo. 

 

# Foco na qualidade e na satisfação

Promova e mantenha elevados padrões de qualidade no trabalho. Os profissionais que apresentam esta competência produzem constantemente um serviço de valor, aplicam disciplina e uma orientação detalhada, encorajando os colegas. Além disso, procuram constantemente aperfeiçoar a qualidade dos produtos e serviços afim de aumentarem o grau de satisfação dos seus clientes.

 

 

# Arrisque e não tenha medo de errar 

Quem já alcançou êxito na vida arriscou e é quase certo que cometeu erros no seu percurso. Pensar que é infalível, é outro pecado grave que um profissional comete contra si, pois todo o ser humano é passível de cometer erros. E só erra quem tenta fazer algo. Lembre-se que o erro faz parte do processo de aprendizagem.

 

Além de ter os valores acima mencionados, o bem mais valioso que qualquer profissional tem é a sua reputação. Ter ética e valores profissionais congruentes e bem definidos, são dois fatores indispensáveis para uma pessoa ter uma carreira de sucesso. O profissional inteligente está sempre a pensar no seu futuro e também compreende muito bem quais são as consequências das suas ações. Portanto, é preciso ter bons valores e foco para conquistar uma boa reputação.

 

Existem momentos na vida profissional em que você precisa parar, ver onde está, olhar para onde quer ir e deixar para trás o que não te valoriza. Ter desafios é o que faz a vida interessante e superá-los é o que faz a vida ter sentido. É preciso coragem para ser diferente e muita competência para fazer a diferença, principalmente quando você tem paixão por o que faz e consciência do "valor" que aporta à sua empresa.

 

Crescer dói. Mudar, dói também. Mas, nada será mais doloroso, do que permanecer num lugar que não reconhece o seu "valor".


Artigo : Arnaldo Andrade

addandrade@gmail.com

https://twitter.com/adiasandrade 

Click na foto acima para comprar.

Click na foto acima para comprar.