Sintomas de Diabetes tipo 1, tipo 2 e gestacional

Sintomas de Diabetes tipo 1, tipo 2 e gestacional

Dr. Arthur Frazão

Clínico geral

Janeiro 2019

Os principais sintomas da diabetes costumam ser sede intensa, urina em excesso e coceira no corpo, e podem se manifestar em qualquer idade. No entanto, a diabetes tipo 1 costuma surgir principalmente durante a infância e adolescência, enquanto a diabetes tipo 2 está mais relacionada com o excesso de peso e a má alimentação, aparecendo principalmente após os 35 anos de idade.

Assim, na presença destes sintomas, principalmente se também existirem casos de diabetes na família, é recomendado fazer o exame de glicemia de jejum para verificar a taxa de açúcar no sangue. Caso seja diagnosticado diabetes ou pré-diabetes, o tratamento deve ser iniciado para controlar a doença e evitar suas complicações.

O tratamento da diabetes é feito de acordo com a orientação do endocrinologista ou clínico geral e normalmente é feito com o uso de medicamentos que ajudam a diminuir a concentração de glicose no sangue, como a Metformina, por exemplo, e aplicação de insulina sintética em alguns casos. No entanto, é importante ter uma dieta adequada e praticar atividades físicas periódicas.

Sinais e sintomas de diabetes tipo 2

Os sinais e sintomas iniciais da diabetes tipo 2 são mais comuns em pessoas com excesso de peso, obesidade ou alimentação rica em açúcar e gordura.

Para saber se pode estar com diabetes tipo 2, selecione aqui os seus sintomas:

  1. 1. Aumento da sede Sim Não

  2. 2. Boca constantemente secaSimNão

  3. 3. Vontade frequente para urinarSimNão

  4. 4. Cansaço frequenteSimNão

  5. 5. Visão turva ou embaçadaSimNão

  6. 6. Feridas que cicatrizam lentamenteSimNão

  7. 7. Formigamento nos pés ou mãosSimNão

  8. 8. Infecções frequentes, como candidíase ou infecção urináriaSimNão

Na presença destes sintomas, é importante ir no médico para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento adequado, evitando o excesso de açúcar no sangue e complicações graves.

A diabetes tipo 2 está muito relacionada à resistência à insulina, ou seja, esse hormônio não consegue colocar a glicose presente no sangue para dentro das células. O tratamento para esse tipo de diabetes pode ser feito com o uso da insulina ou hipoglicemiantes orais, além de exercícios físicos e dieta equilibrada.

Sinais e sintomas de diabetes tipo 1

A diabetes tipo 1 normalmente é diagnosticada durante a infância, mas algumas pessoas podem demorar até ao início da idade adulta para apresentar sintomas, sendo muito raros depois dos 30 anos.

Para saber se uma criança, adolescente ou jovem adulto pode estar com diabetes tipo 1, selecione os sintomas:

  1. 1. Vontade frequente para urinar, mesmo de noiteSimNão

  2. 2. Sensação de sede excessivaSimNão

  3. 3. Fome em excessoSimNão

  4. 4. Perda de peso sem razão aparenteSimNão

  5. 5. Cansaço frequenteSimNão

  6. 6. Sonolência injustificávelSimNão

  7. 7. Coceira em todo o corpoSimNão

  8. 8. Infecções frequentes, como candidíase ou infecção urináriaSimNão

  9. 9. Irritabilidade e mudanças de humor repentinasSimNão

Além disso, a criança e o adolescente também podem apresentar tontura, tremores, suor frio e apatia quando a taxa de glicose sanguínea é muito alta. 

A diabetes do tipo 1 acontece quando o pâncreas não produz ou produz pouca insulina, fazendo com que o organismo não seja capaz de utilizar o açúcar presente no sangue. Viver com uma doença crônica como a diabetes que não tem cura não é fácil, pois ela acaba afetando de forma negativa a vida da pessoa. Existem algumas atitudes físicas e mentais que podem ajudar a conviver melhor com a doença.

Sintomas de diabetes gestacional

Os sintomas da diabetes gestacional são os mesmos da diabetes tipo 2, e incluem: sede excessiva, boca seca, e aumento da vontade de urinar. Estes sintomas podem surgir em qualquer fase da gravidez e, por isso, o médico poderá solicitar a realização do teste de glicose sanguínea de 2 a 3 vezes durante a gestação para o controle da taxa de açúcar no sangue.

Se não bem controlada durante a gestação, a diabetes pode causar complicações como parto prematuro, pré-eclâmpsia e excesso de peso no bebê.

Fonte : https://www.tuasaude.com

Se preferir, assista o vídeo com estas informações: