Atriz egípcia Rania Youssef sofre ação judicial por roupa transparente.

Transparência e decotes ousados, já fazem parte dos looks das celebridades, principalmente em festivais de cinema, na semana passada o que parecia normal para a atriz egípcia Rania Youssef quando apareceu no Film Festival de Cairo , com um look ousado transparente resultou em uma queixa apresentada por advogados, incluindo Amro Abdelsalam e Samir Sabry. Ambos acusaram a estrela de "incitar a libertinagem" e violar os valores do Egito, segundo a BBC - acusações que podem resultar em uma sentença de prisão de até cinco anos se ela for declarada culpada.

Youssef, se arrependeu e postou um pedido de desculpas em suas redes social, disse que não foi intencional e nunca quis violar as regras ou incitar imoralidade, os valores egípcios são muito importantes para ela. Seu pedido de desculpas foi o suficiente para que os implacáveis advogados dos bons costumes baixassem a guarda e retirasem o processo, deixando nossa estrela mais calma e aliviada.

Em 2018, ainda existem países que presam o bom comportamento e um simples vestido pode ser sinônimo de processos e muita dor de cabeça para as celebridades.

A moda mais uma vez, sendo forma de protexto a regras tão arcaicas. Imagine como seria viver em um lugar onde até o que você veste é imposto de forma autoritária, as mulheres ainda tem muito que lutar.