Islândia proíbe diferença salarial entre homens e mulheres

Islândia proíbe diferença salarial entre homens e mulheres

Anunciada no primeiro dia de 2018, empresas que não cumprirem a nova lei serão multadas. 

Na última segunda- feira (1) um fato histórico encheu o coração e auto estima das mulheres de alegria.  A Islândia se tornou o primeiro país do planeta a adotar  o pagamento salarial entre homens e mulheres igualitário e legal. 

Desde o Dia Internacional das Mulheres, em março do ano passado, a medida foi anunciada no entanto só entrou em vigor no primeiro dia útil de 2018. 

De acordo com a legislação as empresas com 25 ou mais funcionários terão que obter um certificado do governo o qual comprova sua igualdade de remuneração, caso violem a lei a empresa será multada. 

A Islândia que foi reconhecida pelo Fórum Econômico Mundial (WEF) como a nação  líder mundial de igualdade de gênero foi apoiada amplamente no parlamento o qual hoje tem 50% dos parlamentares mulheres. 

Que sirva de exemplo para outros países tomarem essa mesma medida para que  possamos ter  um mundo mais justo. 

 

 

19_07_2017_06_52_36.jpg