Mulheres no comando do UK

Na última sexta- feira ( 21) Brenda Hale foi nomeada Presidente da Suprema Corte  do Reino Unido, entrando para o time de mulheres que estão hoje à frente do UK.

 Hale é a primeira mulher a ocupar o cargo o que gerou bastante repercussão na imprensa, ao ser questionada sobre o fato ela respondeu :

" As mulheres são iguais em tudo. É uma grande honra e um desafio ser nomeado para suceder Lord Neuberger ".

Além de Brenda Hale, o Reino Unido conta hoje  com Theresa May , primeira- ministra que foi  nomeada em 2016  sendo a segunda mulher a comandar o país depois de  Magareth  Tatcher 25 anos atrás. 

Filha de um pastor e de uma professora, May também foi nomeada em 2002 a primeira mulher líder do Partido Conservador, ela substituiu  David Cameron que renunciou logo após o anúncio do plebiscito o qual anunciou a saída do Reino Unido da União Européia. 

E não poderíamos deixar de falar da maior liderança feminina que é a rainha Elizabeth ou Elizabeth Mary Windsor que aos 91 anos é rainha do Reino Unido e de mais 15 estados independentes.

Desde que assumiu o trono, aos 25 anos, Elizabeth II  é considerada pela população como  trabalhadora e funcionária pública dedicada,  participa de cerca de  300 eventos oficiais por ano.  Apesar de muitas vezes parecer apenas figura decorativa no seu reino de pompas, ela observa cada parlamento de perto.

Algumas turbulências já aconteceram no seu reinado, como na crise econômica da Inglaterra em 1970 e junto com isso sua impopularidade, no entanto nos dias de hoje a rainha ainda pode ser considerada como exemplo de determinação e independência , aos 91 anos ainda dirige seu carro, anda à cavalo e toma sua dose de gim diariamente antes do almoço.