marilia MacielComment

Porque grávidas não devem comer sushi?

marilia MacielComment
Porque grávidas não devem comer sushi?

O post de hoje foi  escrito pela nutricionista Alessandra Furlan Comin, especialmente para as  gravidinhas  e explica  porque elas devem evitar a  ingestão de Sushi na gestação.


O grande problema do sushi e do sashimi - e de todas as carnes cruas - é que, por não serem cozidos, eles não passam pelo tratamento térmico que iria garantir a segurança do seu consumo. Peixes e carnes cruas apresentam condições excelentes para o crescimento de microorganismos que podem causar as doenças já citadas, e quando a manipulação e preparo não são adequados, o risco de contaminação é ainda maior.

A ingestão de sushi ou sashimi contaminados pela mulher grávida pode, então, resultar em uma infecção que pode atravessar a barreira placentária e chegar ao feto, podendo resultar em aborto espontâneo, parto prematuro ou doenças graves ao bebê. 

Por isso, é recomendado que as grávidas se alimentem preferencialmente em casa ou em locais onde tenham certeza da boa procedência e da higiene dos alimentos, priorizando sempre as carnes e peixes bem passados ou cozidos, de modo que o centro térmico atinja uma temperatura superior a 60°C.

 No que diz respeito às infecções alimentares, as grávidas são um grupo de risco. A taxa de infecção é consideravelmente maior entre as gestantes do que na população geral, provavelmente pela diminuição da imunidade nesta fase. Durante a gravidez, dentre as infecções mais comuns, estão o parasita Toxoplasma gondii, que causa a toxoplasmose; a bactéria Listeria Monocytogenes, que é a causa da listeriose; e algumas espécies de salmonela.



Para evitar este tipo de infecção por parasitas alguns cuidados são de extrema importância, como a limpeza frequente das mãos e o consumo de água mineral (ou de água filtrada e fervida), de carnes bem passadas, e de legumes ou frutas muito bem higienizadas ou cozidas. Por isso, inclusive, não é recomendado comer saladas cruas fora de casa.