Intuição Molecular.

Uma nova descoberta científica está mudando completamente a vida de milhares de pessoas.

Trata-se de um experimento que mapeou um novo princípio de funcionamento da máquina humana.

Descobriu-se que as pessoas podem acessar um campo de luz no seu interior, o qual passa a dirigir suas ações não mais baseadas na racionalidade do pensamento, mas através da intuição molecular.

Essa intuição, que ainda não se sabe ao certo de onde vem, leva a pessoa um passo além das ondas cerebrais, da mente, uma nova inteligência é acessada e o campo das infinitas possibilidades se abre.

A pessoa aprende a acessar esse ponto, que aciona mecanismos moleculares como se fossem dicas vindas do seu interior, e que orientam seu caminho.

É um novo mundo dentro do mundo.

Ao se conectar com essa luz, a pessoa cria um distanciamento de sua identidade tradicional, sua persona cheia de condicionamentos e abre espaço para o silêncio. Assim a intuição molecular é acessada e as tais “dicas” começam a se manifestar.

As pessoas que fizeram o experimento, sentiram uma enorme sensação de poder pessoal.

O que normalmente se conseguia via o esforço, a razão, começou a se materializar de outras maneiras mais fluídas.

Projetos pessoais que levavam anos para se concretizarem, passaram a acontecer muito rapidamente.

É como se a pessoa fosse co-criadora do seu futuro.

Todo o acúmulo de conhecimento da história de humanidade recua, e abre espaço para insigths originais, novos, pura sabedoria celestial.

O conceito de “planejar”, muda para “conectar”. Essa luz interior, leva ao cultivo de um estado de presença constante, de percepção 24 horas, um repente de pura consciência.

A sensação é de grande felicidade, como se nada mais fosse necessário além da conexão, como se não fossemos mais escravos do tempo, das lembranças e projeções futuras originárias na mente. Tudo vira conexão, presença, coração.

Ressonâncias mórficas foram verificadas, pois pessoas que jamais tiveram contato entre si, tiveram a mesma sensação em diferentes partes do planeta.

Os cientistas também verificaram um efeito contagio, pois o bem estar de uns, acabaram contaminando os demais.

“Um novo paradigma está surgindo na face da terra, as motivações pessoais estão se transformando: o que antes se buscava na materialidade externa, agora se encontra na intuição molecular interna", comentou o cientista líder do experimento Ernst Von Puno.

As pessoas passam a se sentir unas com as outras, fazendo com que a sensação de separação, vire de união com o todo.

Entre os que participaram do experimento, a noção de gênero, raça, nacionalidade, preferências sexuais reduziram-se potencialmente, na verdade o ego recuou generalizadamente, e deu lugar a um sentimento de “somos todos um”, somos.

As desavenças diminuíram, pois não existindo um ego para resistir, tudo se resolve mais facilmente; o contato com a natureza aparece como um dos sintomas mais fortes do experimento.

Nas atividades profissionais, as pessoas passaram a buscar o que as deixavam verdadeiramente felizes, o que pudesse desenvolver seus potenciais, o que estivesse em sintonia com seu ser (não persona).

O estudo ainda está sendo protocolado, mas pode ser que demore décadas, ou até séculos para ser concluído, enquanto isso, sugere-se a que quem se interessar, que encontre seu cantinho preferido, monte sua egrégora, e pratique ao menos 10 minutos diários de silêncio, apenas se observando.

Os cientistas dizem que você pode ter grandes surpresas.

* texto inspirado em descobertas científicas futuras, sobre algo que já "é", mas os cientistas ainda não provaram.

 

Escrito por : 

Luiz Buono

Fábrica. A agência mais legal do mundo.

upload.png
upload.png