Google : funcionárias denunciam a empresa por pagar menos as mulheres

Google : funcionárias denunciam a empresa por pagar menos as mulheres

De acordo com uma matéria publicada no The Guardian  no último dia (14), a empresa  Google paga as mulheres menos do que os homens fazendo um trabalho semelhante.

 Devido a   uma  ação coletiva levantada por todas as mulheres que trabalham na Google com sede na Califórnia ,  a empresa de tecnologia é acusada de negar promoções e oportunidades de carreira para mulheres qualificadas que são segregadas em empregos com menor remuneração.

Segundo funcionárias na empresa é explicita a desigualdade de gêneros . "Estamos falando sobre essas questões por um longo período de tempo, e isso realmente não mudou", disse Kelly Ellis, ex-funcionária do Google e demandante do caso, ao TheGuardian. 

A afirmação de que o Google está violando as leis trabalhistas ao pagar as mulheres menos do que os homens  vem em um momento em que o setor de tecnologia dominado pelos homens está na "corda bamba"  por queixas sobre assédio sexual, discriminação e  falta de diversidade. 

A queixa de ação de classe foi arquivada em São Francisco e  inclui três reclamantes nomeados que ofereceram histórias específicas do Google atribuindo e mantendo funcionárias em níveis de remuneração mais baixos do que os funcionários do sexo masculino com habilidades, experiência e deveres similares. 

O Google contestou as reivindicações centrais do processo na quinta-feira (14) , dizendo que tinha "sistemas extensivos no local para garantir que pagassem  de forma justa".

Com o passar dos anos as mulheres estão conquistando também o mercado da tecnologia, antes unicamente masculino e as grandes empresas estão tendo dificuldades em lidar com esse processo, por isso as mulheres  lutam  pela igualdade de gêneros, onde qualquer atividade deve ser remunerada de acordo com o trabalho do individuo, independente do sexo. 

 

Day transfers post.jpg